Como secar a barriga / Sistema de queima 48 horas

 

Ah Negão!SISTEMA REVOLUCIONÁRIO de Treinamento para Emagrecimento que Não Necessita de Nenhum Equipamento Podendo Ser Realizado do Conforto de Sua Casa Ou de Qualquer Lugar do Mundo Onde Você Esteja. E O MELHOR: são Treinos a Partir de 4 MINUTOS Por Dia!!! Reduza a Barriga em 8 Semanas ou MENOS. Cansado(a) de tentar de tudo para emagrecer e não conseguir? Se sua resposta for sim, aqui está a SOLUÇÃO. O Sistema De Emagrecimento Queima de 48 Horas é um modelo INOVADOR para emagrecimento rápido e sólido. A transformação através do método ocorre em até 8 semanas ou menos após a implantação. São treinos de 4 a no máximo 15 minutos por dia, sem equipamentso e que podem ser feitos do conforto de casa.

se vc se interessou clique na foto abaixo:

Ah Negão!

Rede de prostituição infantil no Amazonas

Rede de prostituição infantil no Amazonas

Uma rede de prostituição identificada como grupo “Fênix” está recrutando adolescentes e crianças no município de Iranduba (a 25 quilômetros de Manaus) para trabalhar em prostíbulos da capital amazonense. Nos últimos 40 dias, oito casos foram registrados na 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP).
Nesta quarta-feira (24), o jornal A CRÍTICA teve acesso com exclusividade a documentos que relatam o esquema, com casos de aliciamente até nas dependências de uma igreja evangélica de Iranduba.
Segundo uma das vítimas, Renata Silva, 14, (nome fictício), foi no templo religioso que a vida dela começou a virar de cabeça para baixo. Durante os cultos, a adolescente era constantemente seduzida com oferta de emprego em “casa de família”, mas acabou numa casa de prostituição em Manaus.
Conforme a adolescente, uma mulher identificada apenas como “Samara” dizia a ela que o emprego era para cuidar de uma criança no bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste. A menina recusou. “Todas as vezes que ia ao banheiro da igreja, “Samara” me acompanhava para dizer que meu lugar não era ali”, contou.
Sem êxito nas investidas, “Samara” marcou um encontro com Renata Silva para supostamente conversar sobre “problemas pessoais”. Chegando ao local combinado, próximo à praça dos Três Poderes, no Centro de Iranduba, Samara pediu que a adolescente entrasse no carro e juntas seguiram até o restaurante Canoeiro, onde dois homens não identificados as aguardavam.
“Lá ela disse a eles: ‘Agora é com vocês. Ela está entregue’. Em seguida, me disse para não reagir, pois estavam armados e que se fizesse isso me matariam”, lembrou a adolescentes. “Mas eu reagi com gritos e um dos homens colocou um lenço no meu nariz e desmaiei”, completou.
A adolescente ainda contou que foi levada à um sítio e depois a uma casa de prostituição, próxima a um hotel em Manaus, onde identificou inúmeras crianças e adolescentes que pediam ajuda para sair do local.
“Eram vários quartos e cheguei a presenciar crianças fazendo sexo com adultos. Elas choravam bastante, então passei a gritar foi quando novamente a Samara apareceu para me acalmar e me deu um copo de suco e fiquei desacordada”, disse a adolescente bastante chocada.
Fonte UOL

Como era o sexo na Antiguidade?

Na Antiguidade, a prostituição era regulamentada, o divórcio começou a existir e havia até deuses do sexo! Os documentos da Idade Antiga, que vai de 4000 a.C. ao século 5 d.C. de acordo com a datação convencional, mostram curiosidades sobre a vida sexual de povos como gregos, romanos e egípcios.
Os romanos, por exemplo, prezavam tanto o sexo que havia uma lei para desincentivar o celibato: a solteirice e a falta de filhos eram punidos, e as pessoas cheias de herdeiros tinham privilégios. Foi também na Idade Antiga que os conhecimentos científicos sobre o rala-e-rola começaram a se aprimorar com Hipócrates, considerado o pai da medicina. Os romanos também estudavam o corpo humano e já conheciam algumas doenças venéreas, como a gonorreia, termo cunhado por Galeno no século 2.
Mesmo assim, algumas crendices sexuais bizarras permaneciam. Na Grécia, por exemplo, acreditava-se que o contato com uma mulher menstruada faria o vinho novo ficar azedo e faria as árvores não dar mais frutos. :

À MODA ANTIGA Prostituição e homossexualidade eram comuns, mas havia leis severas para punir abusos CASAMENTO Os gregos e romanos eram monogâmicos – no império de Diocleciano, em Roma, a bigamia foi declarada ofensa civil. Mas os grecoromanos descobriram que o amor não é eterno: foi nessa época que surgiu o divórcio.
Na Roma arcaica, as mulheres adúlteras podiam ser condenadas à morte – isso só mudou após uma lei do imperador Augusto, que trocou a pena para o exílio. POSIÇÕES Em Roma, as posições sexuais apareciam em pinturas, mosaicos e objetos de uso cotidiano, como lamparinas, taças e até moedas. Em uma face, ficava a posição sexual, e, na outra, um número. Para alguns historiadores, as moedas eram fichas de bordel, e as posições com penetração tinham números maiores, indicando que poderiam ser mais valorizadas.
MASTURBAÇÃO Nada de condenar o sexo solitário: na Grécia e na Roma antigas, a masturbação era vista como natural. No Egito, a masturbação era até parte do mito da criação. Um dos ditos piramidais afirma que Aton, o deus do Sol, teria criado o deus Shu e a deusa Tefnut através do sêmen de sua masturbação! HOMOSSEXUALIDADE Casais de homem com homem e mulher com mulher eram comuns na Grécia. Havia até mitos para explicar a origem da pederastia, a relação entre homens maduros e jovens: o primeiro dizia que Orfeu, um dos seres da mitologia grega, acabou se apaixonando por adolescentes depois que sua mulher, Eurídice, morreu.
Outra lenda afirma que a pederastia começou com o músico Tamíris, que foi seduzido pelo belo Jacinto. CIÊNCIA O grego Hipócrates, pioneiro da medicina, achava que o útero poderia deslocar-se pelo corpo da mulher em busca de umidade e poderia chegar até o fígado! Mas ele também deu bolas dentro: calculou a duração da gravidez em 10 meses lunares (cerca de 290 dias do nosso calendário), tempo parecido com os 9 meses atuais, e prescreveu semente de cenoura como anticoncepcional e abortivo. PAQUERA Os galanteios dos romanos seguiam um manual: o livro A Arte de Amar, do poeta Ovídio, escrito entre 1 a.C. e 1 d.C. Entre as dicas dadas pelo escritor, estava o uso do goró: “O vinho prepara os corações e os torna aptos aos ardores amorosos”. Ovídio também incentivava a galera a melhorar o visu: “Esconda os defeitos e, o quanto possível, dissimule suas imperfeições físicas”.
NO TRIBUNAL A legislação sexual da Roma antiga era polêmica! Eram puníveis com a morte: adultério cometido pela esposa, incesto e relação sexual entre uma mulher e um escravo. No estupro, a punição sobrava até para a vítima – se não gritasse por socorro, a virgem poderia ser queimada viva! Entre as penas leves, estava a apreensão de propriedades de quem fizesse sexo anal.
No Egito, o adultério era mau negócio: os homens eram castrados e as mulheres ficavam sem o nariz. PROSTITUIÇÃO Regras para sexo pago eram diferentes na Grécia e em Roma GRÉCIA As moças da vida não eram todas iguais – elas seguiam uma hierarquia. A maioria delas era escrava, mas havia também mulheres vendidas aos bordéis pelos pais ou irmãos.
CLASSE ALTA Prostitutas de primeira classe, com treinamento intelectual e cultural. CLASSE MÉDIA Tocadoras de flauta e dançarinas, especialistas em ginástica e sexo oral. Eram imigrantes. CLASSE BAIXA Vendidas pela família, ganhavam mal e tinham poucos direitos. ROMA Registradas e pagadoras de impostos, as prostitutas se vestiam com tecidos floridos ou transparentes, e, por lei, não podiam usar a estola, veste das mulheres livres, nem a cor violeta. Os cabelos deviam ser amarelos ou vermelhos.
O lugar mais comum de trabalho delas era sob arcos arquitetônicos: a palavra fornicação vem do latim fornice, que significa arco. fonte mundoestranho


Novo MMA: liga medieval polonesa permite uso de espadas e armaduras reais

Confira nova modalidade de combates caóticos e hilários que surgiu na Polônia

Se você sempre sentiu curiosidade em saber como realmente eram os enfrentamentos entre cavaleiros medievais — sem os movimentos coreografados e cuidadosamente orquestrados que vemos nos filmes — esta é a sua chance! Perece que surgiu na Polônia um novo MMA que permite que os competidores se enfrentem vestindo armaduras e empunhando espadas de verdade! Confira o vídeo a seguir:

 

A tal liga medieval é chamada “PLWR” — de Polska Liga Walk Rycerskich —, e suspeitamos que exista algum tipo de regra para que os participantes não se matem durante os combates. Se você prestou atenção no clipe, deve ter notado que existe uma espécie de árbitro perambulando pela arena, e quando algum participante perde o capacete, uma corajosa alma aparece com uma lança de madeira para separar os combatentes. Medo…

Além disso, a impressão é a de que também existem diferentes modalidades de luta. No entanto, a verdade é que, francamente, a coisa toda mais parece uma enorme bagunça na qual quase tudo é permitido. Por outro lado, apesar de perigoso, esse novo MMA parece ser bem divertido, além de render cenas pra lá de hilárias, você não acha?

Fonte PLWR Portal do Vale Tudo Middle Easy